Banda Marcial


 

   A Banda Marcial do Colégio São José foi fundada em 1993 e, durante esses anos, vêm alcançando um reconhecimento cada vez maior do público e da crítica. O sucesso se faz não só pelo repertório, mas também pelo aspecto visual: uniforme, alinhamento, postura e atitude dos músicos e bailarinas.


   Já marcou presença em diversas cidades catarinenses, como Criciúma, São Ludgero, Florianópolis, Blumenau, Gaspar, Ibirama, Taió, Itapema etc. A corporação musicaliza jovens desde os 11 anos e encanta o público em desfiles, concertos e apresentações diversas.
   A participação em festivais e concursos registra vitórias importantes, podendo-se destacar o tri-campeonato estadual (1994/1996/1997). Seu corpo coreográfico também possui vários títulos importantes.
   Em 1997, em Ibirama/SC, a banda conquistou a primeira colocação em todas as categorias que disputou. O estilo do grupo se destaca porque vai do popular ao erudito, e da marcialidade  a movimentos modernos em suas coreografias.


   São os principais objetivos:
• Desenvolver princípios básicos de disciplina, solidariedade, dignidade, caráter, constância, segurança e fraternidade;
• Aprimorar as práticas de: instrumento musical, marcha, garbo, alinhamento e lateralidade;
• Aperfeiçoar a percepção auditiva.

 


   Com reinício em março de 2008, sob a regência do Maestro Miguel José Cardozo Junior da coreógrafa Sônia Maris Balbi Severo Santos, a banda fez sua reestreia para o grande público em 7 de setembro do mesmo ano. O êxito do desfile provou, mais uma vez, a importância desse grupo para a vida cultural do município e região.

 

 

   O Corpo Coreográfico da Banda Marcial do Colégio São José é formado por alunas de diversas séries do Ensino Fundamental e Ensino Médio.


   Participando regularmente dos ensaios e também com a Banda Marcial, o grupo conta com duas balizas, vinte e duas alunas do corpo principal e seis alunas de comissão de frente, totalizando 30 membros. Sempre acompanhado pela banda, por si só o grupo é show à parte.
   Com músicas indicadas pelo maestro Miguel José Cardozo Junior e coreografia da professora Sônia Maris Balbi Severo Santos, criatividade e inovação satisfazem a expectativa do público sempre.  


   A proposta, além de integrar e socializar as alunas por meio de participações em festivais e eventos, realizados em Santa Catarina, é também desenvolver princípios de solidariedade, amizade e cooperação entre os componentes.

 

 



Switch to your language: